Devocional Diário – Sangue de barata

0
206

Leitura Bíblica: 1 Pedro 3. 8-14

A resposta calma desvia a fúria, mas a palavra ríspida desperta a ira (PV 15.1).

Em 2013, uma transmissora de rádio na cidade de São Paulo promoveu uma campanha intitulada “Harmonia do transito”, em que perguntava aos ouvintes de que forma eles contribuíam para melhorar o trânsito da cidade. Nas respostas vencedoras, eram frequentes palavras como respeito, gratidão, cortesia e gentileza. Nada fácil, pois o trânsito de São Paulo tem a capacidade de despertar as piores reações nas pessoas.
O ser humano é egoísta e egocêntrico por natureza, e por isso que sua primeira tendência é sempre defender seus próprios direitos – no trânsito, no trabalho, na escola, na família. Muitos justificam seus revides a supostas injustiças com desculpas como “afinal, eu não tenho sangue de barata”. Ou seja: “Não sou covarde, Não vou deixar que façam isso comigo”. O problema é que cada palavra ou ação ruim tende a gerar respostas piores.
É por isso que o texto da leitura de hoje e o versículo em destaque propõem um conceito totalmente diferente: para resolver o conflito, é preciso quebrar essa corrente de más palavras e/ou ações. Responder com calma a um insulto não é covardia – é mansidão. Na verdade, é preciso muito mais coragem e essa força não são naturais ao ser humano. O que fazer, então?
A resposta está no v 12 da leitura de hoje: “Os olhos do senhor estão sobre os justos e os seus ouvidos estão atentos a sua oração”. Não estamos sozinhos nessa luta. O próprio Jesus enfrentou muito mais oposição do que eu e você juntos. Foi caluniado, perseguido, agredido e, por fim, morto. Em nenhum momento ele revidou, apesar que com certeza ter se sentido tentado a isso (Hb 4.15). Ele superou tudo isso porque contava com a ajuda de Deus. E você?
Ser manso parece impossível, mas com a ajuda de Jesus, está ao nosso alcance.
Texto escrito por: Doris Körber, São Paulo/SP

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here